Desemprego faz imigrantes equatorianos deixarem a Espanha

Madri, 6 mar (EFE).- A ministra da Secretaria Nacional do Migrante (Senami) do Equador, Lorena Escudero,divulgou hoje em Madri dados que indicam um retorno significativo de imigrantes de seu país neste ano, devido à crise econômica que, só na Espanha, já elevou o número de desempregados a mais de 3 milhões.

EFE |

Além da Espanha, o Equador prevê também a volta de imigrantes em outros países, como Itália e Estados Unidos.

Segundo a ministra, "é difícil ter dados concretos" sobre o número de imigrantes que possam retornar este ano, mas, desde agosto do ano passado, o número de equatorianos sem trabalho na Espanha dobrou de 25 mil para 50 mil e as consultas sobre retorno na sede em Madri da Senami "se multiplicaram por sete nos últimos quatro meses".

Segundo números do Observatório Permanente da Imigração, em 30 de dezembro de 2008, cerca de 700 mil equatorianos viviam na Espanha, mais de 300 mil em situação irregular. EFE ep/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG