Desemprego entre brasileiros em Portugal aumentou 72% em um ano

O desemprego entre brasileiros em Portugal aumentou 72% entre agosto de 2008 e o mesmo mês deste ano, segundo dados do governo português. As estatísticas revelam que os brasileiros foram o grupo de estrangeiros mais atingido pelo desemprego em Portugal como consequência da crise econômica global.

BBC Brasil |

Em agosto de 2009, o Instituto de Emprego e Formação Profissional registrava 8.879 desempregados brasileiros, 28% dos estrangeiros sem emprego. O número representa 8,5% do total de brasileiros legalizados em Portugal.

Dados oficiais mostram que o número total de desempregados no país em agosto era de 501.663, um crescimento de 65% em relação ao ano anterior.

Ainda maior
Mas para a central sindical portuguesa União Geral dos Trabalhadores, esses números ficam ainda abaixo da realidade.

"Os dados apenas registram o número de estrangeiros que já estão legalizados. Falta contar o desemprego entre os que não têm os papéis de residência no país", afirma José Cordeiro, secretário-executivo da UGT.

Segundo Cordeiro, o fato de o desemprego ter crescido mais entre os brasileiros do que entre os portugueses revela que são os brasileiros que têm maior precariedade nos contratos de trabalho. Muitas vezes, eles não são despedidos, mas não têm seus contratos renovados.

O crescimento do desemprego entre os imigrantes é sentido na mais antiga associação de brasileiros em Portugal. "Tem sido assim durante todo esse ano", conta Gustavo Behr, presidente da Casa do Brasil.

Ele acredita que uma das razões do aumento do número de desempregados brasileiros é que grande parte dos imigrantes do Brasil trabalha em setores mais atingidos pela crise. "É preciso verificar o impacto da crise nos setores como o de serviços, hotelaria e restauração e na construção civil".

Behr conta que tem crescido o número de brasileiros que procura o Gabinete de Inserção Profissional da Casa do Brasil, onde é possível acessar o sistema oficial português de colocação de desempregados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG