Desempregado mata mulher e cinco filhos nos EUA e se suicida

Um pai de família, que havia sido demitido recentemente, atirou nesta terça-feira na mulher e nos cinco filhos, antes de se suicidar, informou o Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD).

AFP |

Um porta-voz do LAPD confirmou que sete membros de uma família foram encontrados mortos em uma casa no subúrbio de Wilmington, 30 km ao sul de Los Angeles.

A polícia acredita que o homem tenha matado a família e, então, cometido suicídio.

"Agora, estamos investigando o caso como se o pai de família tivesse matado sua mulher e seus cinco filhos e, depois, teria-se matado com o mesmo revólver", disse o porta-voz do LAPD, Ken Garner.

Garner contou que a polícia recebeu o alerta de uma rede de TV local, que teria recebido um telefonema e um fax de um homem que ameaçava matar a família e se suicidar.

O porta-voz da polícia acrescentou que o fax dizia que o homem havia perdido, há pouco tempo, seu emprego em um hospital de Los Angeles, administrado pelo grupo de saúde Kaiser Permanente.

"Estava abatido por sua situação de trabalho. Estava atravessando uma situação crítica em seu trabalho, e isso o levou a acabar com sua vida e com a de sua família - era o que o fax dizia", explicou Garner.

"Era uma cena pavorosa", disse o policial, ao descrever o local do crime.

"Estou há 32 anos no Departamento de Polícia e nunca tinha visto nada igual. É espantoso. É uma tragédia", acrescentou o oficial.

Em nota, a Kaiser Permanente confirmou que o casal havia trabalhado no hospital. Entre os mortos, estão uma menina de oito anos, gêmeas de cinco anos e gêmeos de dois anos.

Leia mais sobre: assassinatos

    Leia tudo sobre: eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG