FT - Mundo - iG" /

Desempenho dos Bric está em declínio, diz FT

O desempenho econômico dos países que formam o chamado Bric - Brasil, Rússia, Índia e China - está em declínio e, neste ano, o mercado de ações americano se saiu melhor do que o de qualquer país do grupo, afirma um artigo publicado na edição desta quinta-feira do jornal Financial Times.

BBC Brasil |

"Enquanto o índice S&P 500 [indicador que mede o desempenho de ações das principais empresas dos EUA] caiu "apenas" 12%, o Bovespa caiu 15%, os índices das bolsas da Rússia e da Índia mais de 20% e o índice CSI300, da China, teve uma queda de 54%", diz o jornal em sua coluna de análise diária de temas ligados ao mercado Lex Column.

Segundo o FT, fatores locais teriam contribuído para esse cenário, mas a queda nos preços das commodities teve um papel ainda mais importante, já que "prejudicou países ricos em recursos, como a Rússia e o Brasil". Além disso, ainda teria abalado a idéia de que as fortes economias asiáticas eram justamente a razão pela qual os preços estariam subindo.

Avaliação

Ressaltando a recuperação dos mercados americanos em relação aos dos países do Bric, o diário lembra que a valorização média das bolsas dos mercados emergentes atualmente é muito similar à do S&P - ambas registram ganhos de 15 vezes, segundo o jornal.

Além dos índices atuais, o FT destaca também mudanças que podem acontecer a longo prazo por conta da recuperação do mercado americano.

"Durante anos a principal fonte do crescimento marginal global veio dos mercados emergentes. Mas, agora, as exportações americanas podem reverter o quadro reescrevendo a história do novo crescimento mundial, depois de três anos de queda do dólar", diz o FT.

O jornal cita o recuo de 10% do déficit comercial dos EUA registrado em junho - uma tendência que poderia afetar o atual superávit de seus parceiros comerciais, prejudicar as exportações de manufaturados da China e abalar a confiança do mercado nos países fornecedores de commodities.

"Por essa razão, o índice de títulos dos países emergentes calculado pela JP Morgan teve rentabilidade de menos de 1% neste ano, enquanto os títulos do Tesouro americano pagaram mais de 3%", cita o jornal.

De acordo com o FT, é possível acreditar em globalização ou em descolamento (da economia americana), mas não em ambos.

Leia mais sobre Bric

    Leia tudo sobre: bric

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG