Descobertas novas mutações relacionadas ao câncer de rim

Uma equipe de cientistas identificou novas mutações genéticas que poderiam contribuir para o desenvolvimento do câncer de rins, informa nesta quarta-feira o site da revista científica Nature.

AFP |

A análise do DNA de 101 mostras procedentes de pacientes prostrados com a forma mais frequente de câncer de rins no adulto, o chamado "carcinoma de células claras", demonstra que em mais da metade dos casos o tumor está relacionado com mutações do gene VHL, indicam os cientistas.

Este tipo de câncer, do qual são registrados 209.000 novos casos por ano, é causador de 102.000 falecimentos anuais no mundo.

O papel importante do gene VHL nessa enfermidade foi assinalado por estudos anteriores.

Mas, desta vez os cientistas foram mais longe na investigação e, ao incluir na análise mais de 3.500 genes, detectaram a presença de mutações que afetam outros, em particular os denominados "JARID1C" e "SETD2".

O estudo foi realizado por Andrew Futreal (Wellcome Trust Sanger Institute, Hinxton, GB) junto com uma equipe de cientistas dos Estados Unidos e de Cingapura.

bc.mcm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG