Descoberta poderá levar à cura da herpes

As erupções cutâneas dolorosas que surgem próximas aos lábios poderão um dia ser apenas uma lembrança ruim, de acordo com estudos norte-americanos publicados nesta quarta-feira na revista científica britânica Nature.

AFP |

A equipe liderada pelo professor Bryan Cullende (Duke University Medical Center, Durham, Carolina do Norte) indica ter descoberto o mecanismo pelo qual o vírus em questão - denominado herpes simplex (VHS-1 = vírus herpes tipo 1) - se mantém latente no corpo antes de ressurgir devido ao estresse ou a uma exposição ao sol.

O vírus pode permanecer inativo, se mantém escondido durante anos em gânglios nervosos sensitivos e depois entra novamente em ação por meio das fibras nervosas para ressurgir na mesma parte do rosto, provocando as erupções na pele, contagiosas pelo contato.

No estado latente, o vírus não se alastra. Produz apenas um tipo de material genético, o RNA-LAT, cuja finalidade era uma mistério.

Os pesquisadores descobriram que essa forma de RNA (ácido ribonocleico) era transformada em unidades menores, de micro-RNA que mantêm o vírus inativo, bloqueando a produção de proteínas necessárias para sua proliferação.

Sob efeito do estresse, esses micro-RNA passam a não ser suficientes para bloquear a máquina e assim, a fábrica de proteínas volta a operar, permitindo que o vírus se alimente novamente.

Segundo o professor Cullen, essa descoberta poderá levar à produção de uma combinação terapêutica para reativar o vírus - inacessível a qualquer tratamento em sua forma inativa - e poder depois matá-lo, com o antiviral aciclovir por exemplo.

Na teoria, será possível ativar todo o estoque de vírus latentes alojados no organismo e eliminá-los definitivamente, de acordo com esse especialista.

Seu laboratório está realizando testes em animais para chegar ao melhor meio de administrar o tratamento.

Esses trabalhos poderão servir para o combate a outros vírus latentes como o da herpes genital (VHS 2) ou da varicocele, sugeriu o pesquisador.

O vírus da varicocele e o da herpes-zoster (VZV) fazem parte do grupo da herpes.

BC/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG