Descoberta de cadáver aumenta para 8 os mortos em túnel de metrô na China

Pequim, 18 nov (EFE).- As equipes de resgate acharam hoje outro cadáver em um túnel em construção do metrô de Hangzhou, no leste da China, que desabou no fim de semana passado, por isso o número de mortos aumentou para oito, informaram fontes do Governo municipal.

EFE |

Outros 13 trabalhadores continuam desaparecidos e mais de 400 pessoas atuam nos trabalhos de resgate, embora as esperanças de que alguém ainda seja encontrado com vida sejam mínimas, reconheceu o prefeito de Hangzhou, Cai Qi, citado pela agência estatal "Xinhua".

O desabamento no sábado passado de uma seção de 75 metros do metrô em construção deixou também 24 feridos.

As vítimas são, na maioria, camponeses da vizinha província de Anhui que aparentemente receberam muito pouca formação antes de começar a trabalhar no projeto de construção.

A inundação do túnel pelas águas de um rio próximo está dificultando os trabalhos de salvamento.

O túnel pertencia à linha 1 do metrô de Hangzhou, cuja rede subterrânea começou a ser construída em março.

Após o desabamento, a companhia construtora, China Railway Construction Group, ordenou a interrupção de todas as obras na rede e o reforço das seções vizinhas ao túnel, para evitar novos desmoronamentos. EFE abc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG