Descoberta bactéria que poderia dar pista sobre vida em outros planetas

Washington - Uma bactéria achada sob o gelo da Groenlândia abrigaria a chave sobre formas de vida em outros planetas, segundo um estudo publicado na revista International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology.

EFE |

Segundo cientistas da Universidade da Pensilvânia, o micróbio Herminiimonas glaciei sobreviveu em estado dormente sob os gelos durante 120 mil anos em um ambiente similar ao de outros planetas.
O grupo liderado pela bióloga Jennifer Loveland-Curtze reviveu a bactéria incubando suas amostras a 2 graus centígrados durante sete meses e depois a 5 graus durante quatro meses.

A H. glaciei é de dez a 50 vezes menor que a bactéria que causa a gastrenterite e seu tamanho a ajudou a sobreviver nos veios líquidos que existem entre os cristais do gelo a mais de três quilômetros de profundidade.

Além disso, os cientistas consideram que seu tamanho a ajudou a usar seus nutrientes de maneira mais eficiente e como proteção dos depredadores.

Segundo o estudo, a maior parte da vida na Terra consistiu em microorganismos e, portanto, seria razoável pensar que isto também ocorre em outros planetas.

A análise destes microorganismos que sobrevivem sob condições extremas na Terra pode oferecer pistas acerca das formas de vida em outros lugares do sistema solar, acrescentou.

Jennifer afirmou que esses ambientes extremamente frios como a profundidade dos gelos da Groenlândia são os melhores análogos de possíveis habitat extraterrestres.

"As temperaturas excepcionalmente frias podem preservar as células e os ácidos nucleicos durante milhões de anos. A H. glaciei é um deles", acrescentou.

    Leia tudo sobre: ciência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG