Desarticulada quadrilha de falsificadores brasileiros que atuava na Espanha

Múrcia (Espanha), 23 dez (EFE).- A Polícia da Espanha desarticulou uma quadrilha de brasileiros que falsificava documentos para que estrangeiros - em sua maioria vindos do próprio Brasil - entrassem no país se passando por portugueses.

EFE |

A organização, cuja base era a cidade de Los Alcázares, na província de Múrcia, também roubava bancos.

Foram apreendidas nove malas com muitos documentos falsos, incluindo passaportes, carteiras de motorista e identidade.

Seis homens e duas mulheres foram presos, todos brasileiros e de idade entre 25 e 35 anos.

A quadrilha também "fornecia" vistos de residência na Espanha, contratos de trabalho, e documentos com falsas relações de emprego - estas últimas usadas para pedir empréstimos em bancos.

Segundo o esquema, os brasileiros pagavam entre 80 euros (cerca de US$ 111) por uma relação ou um contrato de trabalho, e 1.300 (US$ 1.816) por um passaporte.

Também eram vendidos pacotes que incluíam uma carteira de identidade portuguesa, certificado com o número de identificação de estrangeiro e contrato de trabalho.

Com esta documentação, qualquer um podia transitar livremente pelos 27 países da União Européia (EU), além de dar entrada na Previdência Social, comprar carros, pedir créditos e até solicitar o seguro-desemprego. EFE eg/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG