testamento político de Luís XVI volta à França - Mundo - iG" /

Desaparecido há dois séculos, testamento político de Luís XVI volta à França

Mais de dois séculos após seu desaparecimento, o testamento político de Luís XVI, uma das principais obras da história da França, foi encontrado nos Estados Unidos por um colecionador que vai expô-lo em breve em um museu de Paris.

AFP |

O caso do manuscrito desaparecido começa com longas pesquisas realizadas por seu comprador, Gérard Lhéritier, presidente da sociedade Aristophil, especializada na compra de cartas antigas.

Apaixonado por história, Lhéritier tomou conhecimento por meio de um especialista de Boston que um colecionador americano possuía há muito tempo o "testamento político" de Luís XVI, escrito pelo rei logo antes do episódio da fuga da família real para Varennes, em junho de 1791, um episódio marcante da Revolução Francesa.

Este documento de 16 páginas é também acompanhado de um manuscrito do irmão do rei, o Conde de Provença, futuro Luís XVIII.

"O colecionador quis se desfazer dele por vários milhões de euros", contou à AFP. "Acredito que se ele tivesse me pedido ainda mais, teríamos ido procurar dinheiro em todos os lugares para repatriá-lo", acrescentou.

Este documento de valor inestimável intitulado "Declaração a todos os franceses" estava desaparecido desde a Revolução Francesa, mesmo que o seu conteúdo publicado em diversas ocasiões no século XIX fosse bem conhecido.

"É mais um manifesto do que um testamento, é o último grande texto político do rei no qual disse: isto é o que eu quero e por causa disto eu parto", explica o historiador Jean-Christian Petitfils, autor de uma biografia de Luis XVI.

O mistério da viagem do documento até os Estados Unidos corre o risco de nunca ser elucidado. Lhéritier apresenta algumas hipóteses: na época, em que vários franceses emigraram para o novo mundo, Lafayette e seu exército guerreavam no continente... O colecionador até encontrou um livro da Universidade de Michigan, publicado em 1814, reproduzindo palavra por palavra o texto do manuscrito.

A partir do final de maio, as pessoas poderão descobrir o "testamento político" de Luís XVI, que será exibido no Museu das Cartas e Manuscritos de Paris.

Mdf/dm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG