Cerca de 50.000 peças e obras de arte desapareceram dos museus russos, segundo um relatório policial depois de uma investigação realizada nos últimos dois anos em 80% dos 2.000 museus do país, informou a agência de notícias Interfax.

"Hoje, verificamos a falta de 50.000 objetos das coleções dos museus", explicou à Interfax o representante do Departamento de Investigação Criminal do Ministério do Interior russo, Ilya Ryasnoi.

Esse representante indicou que muitos desses objetos podem ter sido roubados, mas que outros podem ter sido transferidos para outras dependências ou museus sem o registro correto.

A investigação ainda continua em alguns grandes museus como o Hermitage de São Petersburgo ou o Museu Nacional de História de Moscou, que possuem mais de sete milhões de peças cada um, acrescentou Ryasnoi.

cal/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.