Desafio de ex-ministros abala Brown em pesquisa

LONDRES - A frustrada iniciativa de dois ex-ministros para tentar derrubar o primeiro-ministro Gordon Brown da liderança do Partido Trabalhista britânico abalou tanto Brown quanto o partido, além de fortalecer a oposição conservadora, segundo uma pesquisa publicada na sexta-feira pelo jornal popular The Sun.

Reuters |

O levantamento do instituto YouGov mostra que 67% dos eleitores não têm confiança nenhuma no Partido Trabalhista, ou viu sua confiança diminuir depois da rebelião de quarta-feira, quando dois ex-ministros propuseram uma votação secreta na bancada do partido para decidir se Brown deve continuar liderando o trabalhismo na eleição deste ano.

O apelo não recebeu respaldos importantes, mas analistas dizem que ele deve enfraquecer Brown, e notaram que muitos colegas de primeiro escalão demoraram para sair em defesa do primeiro-ministro. O próprio Brown disse que o episódio foi "uma tempestade numa xícara de chá".

A pesquisa, feita entre 16h de quarta-feira e 12h de quinta-feira (horas locais), mostrou 42% de apoio aos conservadores, que na pesquisa publicada na véspera tinham 40 por cento.

O Partido Trabalhista, no poder há 13 anos, caiu de 31% para 30%. Os liberal-democratas caíram de 17% para 16%.

Tal padrão, numa votação, daria aos conservadores uma maioria de 74 cadeiras no Parlamento, segundo o jornal. O YouGov ouviu 2.832 adultos britânicos.

Leia mais sobre Gordon Brown

    Leia tudo sobre: grã-bretanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG