Desabamento de túnel em construção na China deixa sete mortos

Pequim, 17 nov (EFE).- Um desabamento de um túnel de metrô em construção em Hangzhou, capital da província chinesa de Zhejiang, já deixou sete mortos, após a descoberta de mais dois corpos nas últimas horas, enquanto outros 14 operários permanecem desaparecidos.

EFE |

Segundo informação dada hoje pela agência de notícias chinesa "Xinhua" - que antecipou que as autoridades temem que o número de mortos aumente conforme avancem os trabalhos de resgate - o acidente aconteceu às 15h20 de sábado (5h20, horário de Brasília), quando um trecho de 75 metros do túnel desabou.

A queda criou uma cratera na qual 11 veículos caíram, além disso, cerca de 50 operários trabalhavam na construção do túnel no momento da catástrofe.

Cerca de 24 feridos resgatados já receberam alta, enquanto o restante continua internado em hospitais.

A inundação do túnel com águas de um rio próximo está dificultando os trabalhos de salvamento.

As causas do desabamento continuam sendo investigadas.

O túnel pertencia à linha 1 do metrô de Hangzhou, cuja rede de trens suburbanos começou a ser construída em março deste ano.

Após o desabamento, a construtora China Railway Construction Corporation ordenou a interrupção de todas as obras na rede e o reforço das áreas próximas ao túnel para evitar novos desmoronamentos.

Além disso, as autoridades locais decidiram evacuar alguns edifícios imóveis próximos ao local para facilitar os reparos necessários e as operações de resgate das pessoas que permanecem presas. EFE jt/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG