Desabamento de internato deixa 17 mortos na Turquia

Pelo menos 17 adolescentes morreram e outras 27 ficaram feridas no desabamento na madrugada de hoje de um internato feminino de uma escolana província de Konya, no centro da Turquia.

Redação com agências internacionais |

O desabamento que ocorreu às 02h00 GMT (23h00 de quinta-feira em Brasília) em Taskent, cidade da província de Konya, afirmou o governador dessa província, Osman Aydin, citado pela agência de notícias Anatólia.


Moradores da região e equipes de resgate trabalham no local do desabamento / Reuters

O prefeito de Taskent, Abdülbaki Acet, disse à rede NTV que sete ou oito pessoas que ainda podem estar sob os escombros. Forças de segurança trabalham junto com os moradores locais para tirar as adolescentes dos escombros, e conseguiram socorrer 11 das vítimas antes da chegada das equipes de resgate.

Pelo menos dois feridos estão em estado grave e devem ser operados com urgência, segundo Galip Sef, diretor do hospital local consultado pelo NTV.

De acordo com o prefeito, o internato de três andares era dirigido por uma fundação e aulas de Alcorão eram ministradas no local para as alunas.

Como Tashkent está situada a cerca de 160 quilômetros da capital da província, Konya, e o internato se encontrava em uma área remota, a cerca de 20 quilômetros do povoado, as ambulâncias demoraram a chegar para o resgate, disse um testemunha citada pela emissora "NTV".

Outra testemunha disse à "NTV" que percebeu um forte cheiro de gás antes da explosão.

As equipes de resgate ainda trabalhavam pela manhã e as emissoras de TV exibiam imagens de adolescentes com queimaduras nos corpos, o que indicaria a explosão de gás como causa do acidente.

As estudantes passavam suas férias de verão neste internato de uma fundação religiosa privada para estudar o Corão, livro sagrado do Islã.

Leia mais sobre desabamento




    Leia tudo sobre: turquia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG