Derramamento faz Austrália declarar zona de catástrofe em praias

Sydney (Austrália) - As autoridades australianas declararam hoje zona de catástrofe a área de 60 quilômetros de praia no nordeste do país afetada por uma língua negra de combustível, derramado esta semana por um navio mercante.

EFE |

O primeiro-ministro Kevin Rudd prometeu ajuda federal para evitar uma catástrofe meio ambiental no estado de Queensland.

As ilhas de Moreton e Bribie e o sul do litoral de Sunshine têm suas areias cobertas por combustível, segundo a governante no estado, Anna Bligh, que disse que os efeitos do desastre são muito mais graves do que se acreditava.

O capitão do navio assegurou que tinham sido derramadas cerca de 30 toneladas de combustível, mas especialistas acreditam que a quantidade pode ser muito maior, de até 100 toneladas.

Além disso, o navio transportava 60 contêineres com nitrato de amônio, 31 dos quais caíram na água na quarta-feira devido aos efeitos de um ciclone que passava pela região.

Ainda não se sabe os efeitos que o derramamento do combustível e as 620 toneladas de nitrato de amônio possam ter para o ecossistema, disse um porta-voz da Agência de Proteção Ambiental.

Os serviços de emergência iniciaram na sexta-feira a limpeza da área, ajudados pela maré, que durante a noite passada conseguiu dispersar parte da enorme mancha.

Leia mais sobre: praias

    Leia tudo sobre: austrália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG