Deputados se solidarizam com presos cubanos e pedem fim do embargo

Brasília, 24 mar (EFE).- A Câmara dos Deputados aprovou uma moção de solidariedade com os presos políticos em Cuba e outra que condena o embargo que os Estados Unidos mantêm sobre a ilha desde 1962.

EFE |

A moção em favor dos presos políticos foi proposta pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), e manifesta o "apoio sem restrições" e "a solidariedade" dos deputados com "os presos que lutam pela liberdade e a democracia" em Cuba.

A segunda moção, também aprovada por maioria, foi apresentada pela deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e expressa "o apoio e a solidariedade" da Câmara com o Governo de Cuba frente "ao bloqueio econômico americano".

Além disso, exige o "fechamento" da base militar americana na baía de Guantánamo e declara "apoio" aos cinco cubanos presos nos EUA por acusações de espionagem.

As duas propostas, aprovadas na noite desta terça-feira e publicadas hoje pela Câmara dos Deputados, foram objeto de debates acalorados nos quais também se falou da posição adotada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em relação a Cuba.

A oposição voltou a criticar as comparações feitas por Lula entre os presos políticos cubanos e os criminosos comuns presos no Brasil.

O Governo, por sua vez, endossou a tese de que o país se rege pela política de "não-ingerência" em assuntos internos de outras nações, motivo pelo qual se deve "respeitar" as decisões da Justiça e do Governo cubanos. EFE ed/pb/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG