Deputados britânicos pedem volta de anúncio com beijo gay

Deputados britânicos estão pedindo à empresa do ramo alimentício Heinz para que recoloque no ar um anúncio para a televisão que mostra dois homens gays se beijando. A companhia tirou a propaganda de maionese do ar depois de terem sido apresentadas mais de 200 queixas.

BBC Brasil |

Alguns telespectadores disseram ter achado o filme impróprio e ofensivo a crianças.

A deputada do Partido Trabalhista, Diane Abbott, disse que a retirada do anúncio vai ofender milhões de pessoas gays que são impedidas de assistir ao filme, que tem uma conotação bem humorada.

Abbott apresentou uma moção na Câmara dos Comuns do Parlamento Britânico criticando a decisão da companhia. A parlamentar observa que "milhões de crianças assistem à representação de casais do mesmo sexo em novelas todos os dias".

A propaganda mostra uma cena de família em que um homem gay prepara o café da manhã e o lanche de duas crianças que vão para a escola. Elas o chamam de "mãe".

Quando o seu parceiro se despede para sair para o trabalho, ele pede um beijo. O sotaque é novaiorquino e o slogan diz que o produto "tem sabor de uma deli (delicatessen) de Nova York".

O anúncio foi tirado do ar na última sexta-feira, depois de cerca de uma semana de exibição. O plano era veicular o filme por cinco semanas.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, Nigel Dickie, da Heinz na Grã-Bretanha, justificou a decisão de retirar o anúncio dizendo que a política da empresa "é ouvir os consumidores".

"Nós reconhecemos que alguns consumidores manifestaram preocupação com o conteúdo do anúncio e isto levou à nossa decisão de retirá-lo."
"O anúncio, parte de uma campanha breve, tinha a intenção de ser bem humorado e nós pedimos desculpas a qualquer pessoa que tenha se sentido ofendida", concluiu Dickie, de acordo com o jornal.

Leia mais sobre: Gay

    Leia tudo sobre: gayshomossexuais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG