Deputado Wallace Souza nega que lidere quadrilha criminosa

Rio de Janeiro, 27 ago (EFE).- O deputado estadual Wallace Souza (PP) reiterou hoje perante a Assembleia Legislativa do Amazonas sua inocência das acusações de liderar uma organização criminosa, que podem fazer com que seja cassado na próxima semana.

EFE |

Em seu segundo comparecimento perante a Comissão de Ética da Assembléia Legislativa do Estado, o parlamentar apresentou documentos e vídeos para tentar provar sua inocência e negou todas as acusações que pesam contra si.

O político enfrenta na Justiça um processo criminal por formação de quadrilha, tráfico de drogas, ameaça a testemunhas e porte ilegal de armas.

O presidente da Comissão de Ética, Vicente Lopes (PMDB), anunciou hoje que na terça-feira será apresentado um relatório sobre o caso, que será submetido à votação um dia depois pelos cinco membros do órgão.

Se a comissão considerar que Souza violou o código de ética da instituição, será organizada uma sessão extraordinária para votar sua cassação.

A situação do político se complicou há duas semanas, quando membros da Polícia do Amazonas denunciaram que Souza tinha encomendado assassinatos para conseguir material para seu programa de televisão.

O diretor da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, Francisco Sá Cavalcante, assegurou que a quadrilha de Souza, "em muitos casos", "ocasionava" as mortes "para fazer notícias". EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG