Deputado Paulo Teixeira afirma que lei antidrogas prejudica usuários

Buenos Aires, 7 ago (EFE).- O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou que a lei antidrogas em vigor no Brasil aumenta o dano aos usuários, porque nas prisões eles entram no crime organizado, durante uma conferência regional sobre drogas que foi fechada hoje em Buenos Aires.

EFE |

O parlamentar, autor da primeira norma de "redução de danos" do consumo de drogas no Brasil, apresentou um estudo que afirma que 84% dos sentenciados entre 2006 e 2008 por posse de drogas no país não portavam armas e que 50% dos condenados por tráfico de maconha tinha em seu poder menos de 100 gramas da erva.

Teixeira antecipou que o PT apresentará em setembro um projeto de lei que passará a "um modelo democrático" no tema das drogas.

O plano conterá a descriminalização do consumo, penas alternativas para o tráfico de drogas leves, a inclusão da estratégia de redução de danos e a autorização de pequenos cultivos de maconha e comercialização de quantidades reduzidas.

Na conferência os participantes afirmaram que a luta contra o tráfico de drogas "não alcançou sua meta", já que Bolívia, Peru e Colômbia, que em conjunto produzem a totalidade da cocaína mundial, "não conseguiram em dez anos reduzir os hectares cultivados".

A conferência, que aconteceu na sede do Parlamento argentino e foi patrocinada pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), contou com o auspício das embaixadas do Reino Unido e da Holanda em Buenos Aires, assim como da associação Iniciativa Latino-Americana sobre Drogas e Democracia. EFE ms/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG