Deputado é morto a tiros no Iêmen

Sana, 18 abr (EFE).- Um deputado do Parlamento iemenita e outras duas pessoas foram mortas hoje a tiros por um grupo de homens armados na província de Saadah, no noroeste do Iêmen, informaram à Agência Efe fontes policiais.

EFE |

As fontes indicaram que o deputado Saleh al-Hindi morreu de forma instantânea no ataque, que aconteceu em uma zona montanhosa em Sa'adah.

Hindi pertencia ao governamental Partido do Congresso Popular, do presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh.

Segundo as fontes, as outras duas vítimas poderiam ser o filho e o guarda-costas de Hindi, mas suas identidades ainda não foram reveladas.

As fontes não descartaram que Hindi tenha sido morto por motivos tribais, e não políticos. Os autores do ataque conseguiram fugir.

A província de Sa'adah, cerca de 170 quilômetros ao noroeste da capital, foi uma região conflituosa durante mais de três décadas e, palco de violentos enfrentamentos entre as forças governamentais e rebeldes xiitas.

O Iêmen é um dos países com menor renda per capita no mundo, e sua base social é composta por tribos fortemente armadas, que em muitos casos escapam do controle das autoridades centrais.

Os enfrentamentos entre tribos locais e as forças da ordem são freqüentes nas zonas montanhosas e desérticas deste país do sul da Península Arábica. EFE ja/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG