Deputado do Hamas desmente anúncio de nomeação como ministro em Gaza

Gaza, 29 abr (EFE).- Fathi Hamad, deputado do movimento islâmico palestino Hamas, desmentiu hoje ter sido designado como ministro do Interior no Governo do grupo na Faixa de Gaza, apesar de um porta-voz da entidade ter anunciado oficialmente a nomeação há três dias.

EFE |

"Desminto firmemente todas essas informações porque não foi pedido oficialmente para que eu ocupe esse posto", disse Hamad à imprensa na Faixa de Gaza, sob controle do Hamas desde junho de 2007.

Hamad, refugiado do campo de Jabalya, no norte da faixa, disse que não tem informações sobre sua possível nomeação à frente da pasta em um futuro próximo.

Nos últimos dias, membros do Hamas deram versões contraditórias sobre a veracidade da escolha de Hamad em substituição de Said Siyam, assassinado pelo Exército israelense durante sua ofensiva militar na Faixa de Gaza em dezembro e janeiro passados, na qual morreram mais de 1.400 palestinos, na maioria civis.

No dia do anúncio, um porta-voz do Hamas, Taher al Nunu, explicou que a nomeação de Hamad só seria oficializada após a quarta rodada do diálogo de reconciliação inter-palestino no Cairo, que terminou ontem com o compromisso de nova reunião em meados de maio.

Hamad dirige o comitê de trabalhos públicos do Hamas e está encarregado de sua comunicação, incluída a televisão por satélite "Al-Aqsa" e a emissora de rádio homônima.

O legislador é conhecido por suas ácidas críticas à Autoridade Nacional Palestina (ANP) e a seu presidente e líder do Fatah, Mahmoud Abbas.

sar-ap/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG