Deputado britânico oferece dinheiro e veículos ao Hamas

O polêmico deputado britânico George Galloway ofereceu nesta terça-feira em Gaza dinheiro e veículos ao movimento radical palestino Hamas, afirmando que não teme eventuais processos na Grã-Bretanha por apoiar um grupo considerado terrorista na Europa.

AFP |

"Nós damos agora 100 veículos e todo seu conteúdo, e não pedimos desculpas pelo que vou dizer. Os entregamos ao governo eleito da Palestina", afirmou Galloway durante uma entrevista coletiva na cidade de Gaza.

Galloway afirmou ainda que entregaria pessoalmente três automóveis e 25.000 libras (35.000 dólares) ao primeiro-ministro do Hamas, Ismail Haniyeh.

"Digo agora aos governos britânico e europeus, se vocês querem me levar a um tribunal, prometo que em toda a Grã-Bretanha não existe um júri que me considerará culpado. Eles vão declarar vocês culpados", afirmou.

O Hamas considera seu gabinete em Gaza o governo palestino legítimo, já que venceu as últimas eleições legislativas, celebradas em janeiro de 2006, antes de expulsar a Autoridade Palestina de Gaza, em junho de 2007, depois de 16 meses de uma turbulenta divisão do poder.

Galloway anunciou ainda uma doação de dois milhões de libras de uma associaçãode caridade britânica para a construição de escolas na Faixa de Gaza, onde o exército israelense executou uma ampla ofensiva entre dezembro e janeiro.

A campanha militar, que tinha como objetivo acabar com os disparos de foguetes contra Israel, matou mais de 1.300 palestinos e provocou enormes danos materiais.

Na segunda-feira, Galloway elogiou a "resistência" palestina e condenou a ofensiva israelense, que chamou de "agressão genocida".

Nos anos 90, Galloway liderou uma campanha contra as sanções impostas ao Iraque na época de Saddam Hussein e visitou o país em várias ocasiões.

jk-mel/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG