Depressão tropical avança de forma paralela ao litoral de Honduras

Tegucigalpa, 15 out (EFE).- A depressão tropical que avança de forma lenta e de forma paralela ao litoral caribenho de Honduras não causou prejuízos por enquanto, embora possa se transformar em tempestade, informaram hoje fontes meteorológicas e de proteção civil.

EFE |

A transformação em tempestade poderia acontecer "entre hoje e amanhã caso o olho se mantenha sobre mar aberto", declarou à Agência Efe uma fonte do Serviço Meteorológico Nacional (SMN) de Honduras.

Por volta das 11h (horário de Brasília), o centro da depressão tropical estava a cerca de 175 quilômetros ao leste da comunidade de Limon, departamento de Colon, e a uma distância de "40 a 60 quilômetros" da terra firme, acrescentou.

A Comissão Permanente de Contingências (Copeco) mantém alerta amarelo (preventivo) desde a última terça em inúmeros departamentos do litoral do Caribe.

Um comunicado da Copeco indica hoje que, por enquanto, não foi registrado "nenhum fato com o qual lamentar" como conseqüência das chuvas produzidas pela depressão tropical.

O fenômeno se desloca para o oeste "lentamente", cerca de 10 km/h, com ventos máximos de 45 km/h, e caso alcance os 63 km/h se transformará em tempestade. EFE lam/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG