MANÁGUA (Reuters) - O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse na segunda-feira que voltará ao país na quinta-feira depois de participar de uma reunião da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Washington. Zelaya, que na madrugada de domingo foi expulso do país e levado à Costa Rica por soldados hondurenhos, está reunido em Manágua com vários presidentes latino-americanos, os quais lhe deram apoio e repudiaram o golpe de Estado.

"Vou para Tegucigalpa na próxima quinta-feira, vindo de Washington, chega o presidente eleito pelo povo", disse Zelaya em discurso feito perante os demais presidentes.

(Reportagem de Iván Castro)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.