Depois de perseguição, 2 taxistas sem licença são presos em N.York

Nova York, 24 jun (EFE).- Dois taxista nova-iorquinos sem licença protagonizaram uma perseguição pela cidade, depois que a Polícia tentou deter o veículo com cinco turistas franceses dentro, informou hoje a Promotoria de Queens.

EFE |

Khaalif Preacher, de 27 anos, e Ian McFarlane, de 57, levaram aos cinco passageiros contra sua vontade e a fuga provocou ferimentos em uma das turistas e um policial, durante uma perseguição que começou no aeroporto JFK, onde a presença de taxistas sem licença é comum.

O incidente, que aconteceu na terça-feira, "evidencia um problema sistemático que tanto meu escritório, como outros abordam conjuntamente para tentar frear essa prática ilegal de transporte de passageiros", afirmou em comunicado o promotor Richard Brown.

Os dois taxistas prenderem os cinco turistas numa caminhonete durante a perseguição, apesar deles terem dito que queriam sair do veículo.

Quando McFarlane chegou a uma rua sem saída no bairro do Brooklyn, saltou da caminhonete que ainda estava andando e ela bateu contra um sinal.

Um dos passageiros se feriu na mão e um policial machucou o joelho, depois das agressões de McFarlane.

Os dois taxistas foram presos e serão acusados de agressão em segundo grau, condução temerária em primeiro grau, retenção involuntária e resistência à autoridade e fuga.

Se o juiz considerar os dois motoristas culpados, eles poderiam passar até sete anos na prisão.

Nova York condena o transporte ilegal de passageiros com uma multa de US$ 100 a US$ 250 ou com quinze dias de prisão.

No entanto, uma lei que depende da aprovação no Senado de Nova York ampliaria esta multa, assim como a pena de prisão, que aumentaria para até três meses. EFE bs/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG