Democratas pedem pressão civil para que Governo mude política energética

Washington, 26 abr (EFE).- A opinião pública dos Estados Unidos deveria pressionar o seu presidente, George W.

EFE |

Bush, e seus aliados no Congresso para que mudem as políticas energéticas que tem permitido os preços recorde da gasolina, disse hoje o senador Frank Lautenberg.

"Sabemos que não há muitas esperanças de que o presidente Bush desperte de repente e veja a luz", disse o senador de Nova Jersey durante o discurso radiofônico semanal dos democratas.

"Mas infelizmente seus aliados republicanos no Congresso continuam o apoiando, assim como as companhias de petróleo e energia, para manter o status quo e continuar contra o povo dos EUA", acrescentou.

Lautenberg insistiu que os democratas estão tentando mudar as políticas energéticas, mas enfrentam resistência para levar seus planos adiante.

Lembrou que sob o atual Congresso de maioria democrata foi aprovada uma nova lei energética que permitirá, entre outras coisas, melhorar a eficiência energética dos automóveis, assim como investir mais em energias renováveis.

Lautenberg destacou que a longo prazo é necessário impedir a especulação no mercado que considerou culpado pelos atuais preços recorde dos combustíveis.

O senador insistiu que a resposta a mais longo prazo pretende reduzir a dependência dos EUA em relação ao petróleo, apostar nas energias renováveis e na melhora da eficiência energética.

Acrescentou que essas mudanças foram traduzidas em "centenas de milhares de bons trabalhos", embora tenha alertado que impulsionar essas mudanças será difícil devido ao poder da indústria petrolífera.

O porta-voz do Comitê Nacional Republicano, Danny Díaz, respondeu dizendo que as propostas energéticas de McCain são superiores às que oferecem os democratas.

"O senador McCain desenhou um plano que oferece alívio a curto prazo nos postos de gasolina assim como uma estratégia a longo prazo para aumentar a independência energética do país", apontou.

McCain pediu recentemente uma suspensão temporária dos impostos federais sobre a gasolina.

A presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e outros legisladores democratas solicitaram ontem que seja aberta uma investigação sobre os elevados preços da gasolina para determinar se existe manipulação. EFE tb/bm/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG