Democratas pedem a Obama que não se envolva no conflito no Irã

O Partido Democrata defendeu neste domingo a postura adotada pelo presidente Barack Obama frente ao conflito do Irã e pediu que ele continue sem se envolver apesar da pressão dos republicanos que exigem que os Estados Unidos tomem as rédeas no assunto.

AFP |

O presidente americano foi informado sobre os últimos acontecimentos no Irã em uma sessão de 30 minutos no Salão Oval, mas a Casa Branca não publicou novas declarações do governo.

Na sexta, a Casa Branca desmentiu as versões sobre divergências entre o presidente Obama e seu vice Joseph Biden a respeito da atitude a adotar ante a situação do Irã depois das controvertidas eleições presidenciais.

"Dizer que Biden criticou certas declarações de Obama é incorreto", declarou o porta-voz presidencial, James Carney.

Segundo algumas fontes, Biden classificou, em particular, como "erro" as declarações feitas na terça-feira por Obama nas quais minimizava as diferenças políticas entre o presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, e seu oponente nas recentes eleições, Mir Hossein Moussavi.

sl/eg/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG