Democratas e republicanos reivindicam a vitória depois do debate

Os candidatos à Casa Branca Barack Obama e John McCain voltaram neste sábado à campanha eleitoral, com cada lado reivindicando a vitória após o debate de sexta-feira à noite.

AFP |


Obama e McCain debateram por mais de 1 hora e meia / AP

"Ontem à noite, não nos limitamos a passar no teste para saber se Barack Obama pode ser comandante-em-chefe, fomos além", considerou David Plouffe, diretor de campanha do senador democrata, durante uma entrevista coletiva por telefone. "Colocamos mais uma peça do quebra-cabeça para ganhar a eleição de 4 de novembro", afirmou.

"John McCain ganhou o debate e controlou o diálogo, tanto sobre a economia e os impostos quanto sobre o Iraque e o Irã", garantiu, por sua vez, a diretora de comunicação do senador de Arizona, Jill Hazelbaker.

De acordo com a pesquisa diária do instituto Gallup publicada neste sábado, Obama tem uma vantagem de cinco pontos percentuais sobre McCain (49% contra 44%). Gallup destacou que se trata de um dos melhores resultados do senador de Illinois desde a convenção republicana.

A equipe de Obama deve lançar segunda-feira em todo o país um clipe eleitoral com trechos do debate considerados favoráveis ao senador democrata.

Em campanha neste sábado na Carolina do Norte (sudeste dos EUA), Barack Obama se disse satisfeito com o debate de sexta-feira.

Tentando, mais uma vez, associar McCain ao impopular presidente George W. Bush, Obama criticou seu adversário republicano por não ter mencionado uma única vez durante o debate a classe média americana.

McCain, por sua vez, estava neste sábado em Washington, onde o Congresso está trabalhando para chegar a um acordo sobre o plano de resgate do sistema financeiro.

A imprensa americana estava dividida neste sábado sobre o debate, considerando que nenhum dos dois candidatos saiu claramente vencedor.

"Não houve surpresa. Nenhum dos candidatos cometeu gafe, e os dois homens ganharam nos âmbitos que mais dominam: John McCain se impôs em política externa, e Barack Obama foi melhor nas questões nacionais", resumiu o Wall Street Journal.

Vários comentaristas se perguntaram porque McCain se recusou a olhar diretamente para Obama durante os 90 minutos do debate. Segundo Eugene Robinson, colunista do Washington Post, o senador de Arizona tem uma tendência a considerar seus adversários como inimigos. O jornalista do canal MSNBC Chris Matthews chegou a falar em "desprezo" de McCain para Obama, e outros analistas consideraram isso como um sinal de irritação.

Segundo uma pesquisa da CNN realizada logo após o debate, 51% dos entrevistados pensam que Obama foi melhor, e 38% acreditam que McCain ganhou. Além disso, 30% das 524 pessoas entrevistadas se disseram indecisas, 41% se apresentaram como simpatizantes democratas e 27% como partidários dos republicanos.

Entre os eleitores indecisos, Barack Obama foi o vencedor para 39% dos entrevistados, e 25% pensam que McCain ganhou o debate, segundo uma pesquisa da CBS com 500 indecisos. 46% destes eleitores afirmam ter uma melhor opinião do candidato democrata depois do debate, e 66% acreditam que ele tomaria as decisões certas para a economia.

Outros dois debates entre Obama e McCain estão previstos, nos dias 7 e 15 de outubro. Os candidatos à vice-presidência, Joe Biden e Sarah Palin, ficarão frente a frente no dia 2 de outubro. A eleição presidencial está marcada para o dia 4 de novembro.

Quem você acha que foi melhor no debate?
Barack Obama

John McCain



A consulta é realizada somente entre internautas e não tem valor de amostragem científica

Leia também



    Leia tudo sobre: debate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG