Democratas criticam gastos de Bush no Iraque

Washington - A oposição democrata afirmou hoje que, diante da incerteza econômica que o país vive, os Estados Unidos não podem emitir mais cheques em branco para a Guerra do Iraque.

EFE |

O senador democrata Jack Reed usou o programa de rádio de sábados dos democratas para criticar as políticas do Governo do presidente George W. Bush.

A Guerra do Iraque, afirmou, tem um custo de "US$ 10 bilhões por mês", o preço da gasolina superou os US$ 4 por galão (3,78 litros) e, em geral, a economia está enfraquecida.

"Não podemos continuar com o roteiro que o presidente Bush e o senador (republicano e candidato presidencial) John McCain propõem: dar cheques em branco, um após outro", declarou o senador de Rhode Island, cujo nome aparece entre possíveis candidatos à Vice-Presidência democrata.

Segundo Reed, a proposta de seu partido para a retirada das tropas americanas no Iraque "aproveita o progresso e os sacrifícios das tropas e reconhece o desejo do povo iraquiano de assumir o controle de seu próprio destino".

"Nossa proposta para a retirada responsável das tropas americanas no Iraque enviará uma mensagem ao Governo iraquiano, que deve fazer mais" para conseguir sua auto-suficiência, concluiu.

    Leia tudo sobre: estados unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG