Democratas criticam ausência de McCain em ato hispânico

Washington, 10 set (EFE) - Líderes do Partido Democrata afirmaram hoje que a ausência do candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, em um fórum hispânico é uma falta de respeito com essa comunidade, o que foi negado por sua campanha. A equipe de McCain afirmou que o senador republicano pelo Arizona está comprometido com a comunidade hispânica e que sua ausência à cerimônia do Instituto do Comitê de Congressistas Hispânicos (CHCI, em inglês), hoje à noite, se deve a um conflito de horários. Barack Obama, candidato à Presidência dos EUA pelo Partido Democrata, participará do ato do CHCI, que é formado por representantes dessa legenda. Em declarações à Agência Efe, Hessy Fernández, porta-voz de McCain, disse que o senador foi um verdadeiro amigo da comunidade latina e durante mais de 20 anos lutou pelos princípios e valores dessa comunidade, enquanto o histórico de Barack Obama com a comunidade latina é inexistente. McCain enviou uma carta ao CHCI na qual definiu suas propostas para resolver a crise hipotecária, para uma reforma de saúde, e para o desenvolvimento econômico na região, e defendeu seu trabalho atrás da reforma migratória que, em suas palavras, lhe causou custos políticos, pois enfrentou seu próprio partido. No entanto, a explicação não bastou para aplacar os membros do CHCI, que convocaram hoje uma entrevista coletiva para antecipar parte do discurso que Obama pronunciará esta noite. Durante oito anos, ...

EFE |

Nunca veio em oito anos e agora o senador McCain continua essa tradição ao não comparecer esta noite", criticou o senador Bob Menéndez.

Menéndez destacou que Obama também tem uma "extensa" agenda eleitoral, mas irá ao evento do CHCI, que esta semana atraiu a participação de mais de dois mil pessoas. EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG