Democratas abrem caminho no Senado para que substituto de Obama assuma

Washington, 12 jan (EFE).- Os principais líderes democratas do Senado abriram hoje caminho para que Roland Burris assuma finalmente o assento por Illinois que o presidente eleito, Barack Obama, deixou vago na Câmara Alta.

EFE |

Salvo se surgir alguma oposição considerável dos republicanos, os democratas devem aceitar que Burris assuma a cadeira nos próximos dias.

"As novas credenciais apresentadas hoje a favor do senhor Burris agora satisfazem os regulamentos do Senado e validam sua nomeação à cadeira vaga por Illinois", disse a secretária do Senado para a 111ª sessão legislativa, Nancy Erickson.

Além disso, Burris, um ex-procurador-geral de Illinois, conseguiu satisfazer seus opositores após oferecer um testemunho perante um comitê da legislatura estadual que promoveu o julgamento político para destituir o governador.

O líder da maioria democrata do Senado, e o "número dois" nesse órgão, Harry Reid e Dick Durbin, informaram em comunicado conjunto que, tendo superado o empecilho legal, Burris, de 71 anos, foi aceito pelo Senado.

"Falamos com o senhor Burris para explicar a ele que, agora, é o senador eleito por Illinois e, como tal, gozará de todos os direitos e privilégios" conferidos pelo cargo, afirmaram os senadores.

Desta forma, Burris, de 71 anos, poderá assumir o cargo em cerimônia presidida pelo vice-presidente Dick Cheney, como presidente do Senado, ao longo desta semana, mas a data ainda não foi determinada.

Reid e Durbin disseram que estão discutindo com o escritório de Cheney os detalhes "da data e hora da posse" de Burris. EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG