Democracia Cristã se retira de eleições gerias da Itália

Roma, 7 abr (EFE).- O líder do partido italiano Democracia Cristã (DC), Giuseppe Pizza, anunciou hoje a retirada da legenda da lista para as eleições gerais de 13 e 14 de abril para evitar perturbações à vida democrática do país.

EFE |

A candidatura da DC, que havia sido rejeitada pelo Ministério do Interior pelo fato de seu símbolo ser parecido com o da União de Democratas Cristãos e de Centro (UDC), foi admitida na última segunda de forma cautelar pelo Conselho de Estado.

Ainda caberia recurso da decisão perante o Tribunal Regional de Lácio, o que teria dado lugar a um procedimento que não está previsto pela lei eleitoral e que poderia ter prazos indefinidos, segundo o ministro do Interior italiano, Giuliano Amato.

Diante deste risco, o líder da DC anunciou em entrevista coletiva realizada hoje a retirada do partido da lista eleitoral, apesar de dizer que se reserva o exercício de ações de "tutela dos direitos correspondentes nas sedes competentes".

Antes do anúncio público Pizza informou da decisão o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, o presidente interino do Conselho de Ministros, Romano Prodi, e Amato. EFE ddt/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG