Delegado da UE pede que Israel reduza os controles na Cisjordânia

Jerusalém, 5 mai (EFE).- O delegado da União Européia (UE) em Israel, Ramiro Cibrian-Uzal, se mostrou hoje partidário de que as autoridades israelenses reduzam os postos de controle para facilitar o livre trânsito de bens e pessoas na Cisjordânia.

EFE |

"É importante reduzir os postos de controle, para facilitar o livre movimento dos palestinos", disse, em um encontro com a imprensa em Jerusalém.

"Acho que é possível reduzir o número de controles sem que aumente a insegurança para Israel", acrescentou, em alusão ao argumento do Estado Judeu de que os postos são necessários para frear a atividade dos grupos armados palestinos.

O delegado da UE em Israel afirmou que qualquer medida que Israel decida nesse sentido "seria um passo significativo, ao qual a União Européia (UE) daria as boas-vindas".

As declarações de Cibrian-Uzal ocorrem pouco depois de o representante da UE nos territórios palestinos, John Kjaer, dizer no mesmo encontro com a imprensa que os controles excessivos são "um obstáculo maior" ao desenvolvimento da Cisjordânia.

"Não poderia dizer que os excessivos controles israelenses são o principal obstáculo ao desenvolvimento econômico da Cisjordânia, mas o que posso dizer é que se trata de um obstáculo maior, um dos maiores, ao desenvolvimento dos palestinos", afirmou Kjaer. EFE amg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG