crime de guerra em Gaza - Mundo - iG" /

Delegada palestina na UE acusa Israel de crime de guerra em Gaza

PARIS - A delegada da Autoridade Nacional Palestina (ANP) perante a União Européia (UE), Leila Shahid, acusou hoje Israel de cometer um crime de guerra em Gaza, e recriminou a comunidade internacional por deixar matarem a população palestina.

EFE |

"Está sendo bombardeada uma população civil que já sofre assédio há vários meses", afirmou Shahid à emissora "France Info", à qual acrescentou que se trata "fundamentalmente de um crime de guerra".

Ao menos 200 pessoas morreram e centenas ficaram feridas no bombardeio realizado hoje pelo Exército israelense em Gaza, onde as equipes médicas trabalham para resgatar as vítimas presas sob os escombros.

Após esse ataque, uma mulher morreu na cidade israelense de Netivot, próxima a Gaza, pelo impacto de um foguete lançado a partir da Faixa.

"É uma população civil à qual se impõe um castigo coletivo", acrescentou Shahid, em referência ao bombardeio, que ocorreu dois dias depois que o Governo israelense decidiu empreender uma operação militar em grande escala em Gaza se os grupos armados palestinos continuassem lançando foguetes contra seu território.

Ela ressaltou que "nada justifica o bombardeio de uma população civil de 1,5 milhão de habitantes que vivem em 356 quilômetros quadrados", e acusou o Conselho de Segurança da ONU, a UE e os Estados Árabes, que têm "a responsabilidade de aplicar o direito", de terem "abandonado os palestinos".

    Leia tudo sobre: israelue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG