Defesa pede que Fujimori seja absolvido do crime de sequestro

Lima, 23 fev (EFE).- César Nakasaki advogado que defende o ex-presidente peruano Alberto Fujimori, pediu hoje que ele seja absolvido da acusação de sequestro pela prisão do jornalista Gustavo Gorriti, em 1992.

EFE |

Nakazaki argumentou, durante sua defesa, pela absolvição por atipicidade do fato e por prescrição da ação penal.

O advogado assinalou que o crime que houve contra Gorriti, então correspondente do jornal espanhol "El País", não foi sequestro, como acusa o Ministério Público, mas abuso de autoridade na modalidade de detenção ilegal.

Fujimori está sendo processado pela detenção de Gorriti e do empresário Samuel Dyer após o autogolpe de Estado que deu em abril de 1992.

No mesmo processo, ele responde por crimes de lesa-humanidade devido aos massacres de Barrios Altos e La Cantuta, nas quais 25 pessoas foram mortas em 1991 e em 1992 pelo grupo paramilitar Colina.

A procuradoria acusa Fujimori de se valer do aparelho do Estado para cometer esses crimes, pelos quais pede uma pena de 30 anos de prisão. EFE dub/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG