Defesa pede ao STF liberdade imediata de Cesare Battisti

BRASÍLIA - O advogado Luiz Eduardo Greenhalgh ingressou no final da tarde desta quinta-feira, no Supremo Tribunal Federal (STF), com um pedido de revogação da prisão do ex-ativista italiano Cesare Battisti, preso na penitenciária Papuda, em Brasília. Greenhalg é um dos advogados que representa o italiano.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |


Battisti foi condenado à prisão perpétua por quatro assassinatos supostamente cometidos durante o tempo que participou de um grupo político de extrema-esquerda na Itália. Preso no Brasil desde 2007, ele recebeu o status de asilado político do ministro da Justiça, Tarso Genro, no início desta semana.

Como o STF está em recesso, e o presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes, está em viagem a São Paulo, o recurso só deve ser analisado na próxima semana.

Ainda corre no STF um pedido de extradição de Battisti impetrado pelo governo da Itália. O caso, porém, só será julgado em 2 de fevereiro, quando o Judiciário volta aos trabalhos.

Leia também:

Leia mais sobre: Cesare Battisti

    Leia tudo sobre: battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG