Defesa de jornalista irano-americana apresenta recurso de apelação

Teerã, 21 abr (EFE).- A defesa da jornalista americana de ascendência iraniana Roxana Saberi, condenada a oito anos de prisão no Irã por espionagem a favor dos Estados Unidos, apresentou hoje seu recurso de apelação, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

"Saberi apelou e a decisão final será conhecida no momento apropriado", assegurou o porta-voz do Poder Judiciário, Ali Reza Jamshidi, citado pela agência oficial de notícias "Irna".

Hoje, a iraniana Shirin Ebadi, vencedora do prêmio Nobel da Paz, revelou que assumirá a defesa da jornalista, segundo confirmou hoje a própria advogada à Agência Efe.

"Sim, assumi a defesa de Saberi. Agora, aguardamos a abertura do prazo para apelação", disse Ebadi.

Saberi, de 31 anos, foi condenada no sábado passado a oito anos de prisão por um tribunal revolucionário de Teerã após um rápido julgamento cercado de dúvidas.

Desde que foi detida em 31 de janeiro deste ano, as acusações contra Saberi oscilaram desde a suposta compra de uma garrafa de vinho - cujo consumo é proibido no Irã - até a denúncia por trabalhar ilegalmente após o vencimento de sua licença para exercer o jornalismo no país.

Finalmente, em 9 de abril, poucos dias antes do julgamento, a jornalista foi acusada de espionar para os Estados Unidos.

Saberi chegou a Teerã há seis anos e desde então trabalhou para veículos de imprensa britânicos e americanos como as emissoras de televisão "BBC" e "Fox News".

Atualmente, a jornalista aparentemente estava reunindo informações para escrever um livro. EFE jm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG