Defensores dos direitos humanos querem ir a Guantánamo

Quatro grandes organizações de defesa dos direitos humanos e das liberdades civis pediram nesta sexta-feira ao presidente americano, Barack Obama, permissão para visitar a prisão de Guantánamo para conhecer as condições de detenção.

AFP |

As organizações Human Rigths Watch, a Associação Americana de Defesa das Liberdades Civis (ACLU), a Anistia Internacional e a Human Rights First enviaram uma carta ao presidente americano para obter uma autorização de acesso a Guantánamo, o que foi sistematicamente negado pelo governo de George W. Bush.

"Faremos uma avaliação exterior das condições atuais de detenção, e, à medida que se façam melhorias, informaremos ao público de maneira independente e crível", escreveram as organizações.

No dia 22 de janeiro, Obama assinou um decreto ordenando o fechamento da prisão de Guantánamo dentro do prazo de um ano, transferindo os detentos de acordo com as disposições das Convenções de Genebra.

lum/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG