Defensores dos animais reclamam de Obama por cachorro escolhido

NOVA YORK (Reuters Life!) - Defensores dos animais ficaram desapontados que o presidente Barack Obama e sua família tenham escolhido um cachorro puro-sangue de um canil em vez de salvar e dar abrigo a um vira-lata. Bo, o novo cão dágua português da família, é um filhote de 6 meses de idade que foi devolvido a um canil do Texas por seu antigo dono.

Reuters |

"Todos nós que trabalhamos tentando dar um lar aos animais desabrigados esperávamos que eles escolhessem um vira-lata", disse nesta segunda-feira Steve Gruber, porta-voz de um grupo de proteção aos animais de Nova York.

"Sua escolha por um cão de canil é decepcionante. Escolher um vira-lata seria uma verdadeira mensagem de força ao povo norte-americano", disse.

O cão d'água português foi escolhido em parte porque a raça é hipoalergênica e Malia Obama tem alergia.

No entanto, esse tipo de cão poderia ser encontrado em inúmeros sites de resgate de animais na Internet ou através de grupos de protetores dos cães d'água portugueses, disse Antonia Kwalick, coordenadora de adoção do grupo de resgate de animais Infinite Hope, também de Nova York.

"Estou extremamente desapontada", disse Kwalick, chamando a decisão de Obama de "elitista" por "querer um cão de raça pura e pegá-lo de um canil".

"Teria sido bom para as meninas realmente andar até um abrigo e ver quantos animais precisam de lares. Eles deveriam ter dado um exemplo melhor", acrescentou.

Na blogosfera as opiniões estão misturadas. Enquanto alguns são críticos, outros notaram que Bo já voltou de um dono e precisava de uma casa.

(Reportagem de Ellen Wulfhorst)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG