SAN FRANCISCO - Os defensores do casamento gay pediram calma, nesta quinta-feira, aos milhares de manifestantes que protestaram na Califórnia contra a aprovação nas urnas de uma proposta que pode acabar com a legalidade da união homossexual no estado.


"Embora seja compreensível estar bravo porque uma campanha enganosa levasse a tal resultado injusto e errado, temos que nos concentrar no progresso conseguido", afirmou em comunicado a organização "No on Prop 8" que liderou a oposição à medida que procura acabar com o casamento gay.

"Todos os americanos são prejudicados quando se discrimina um de nós ou se tira nossos direitos fundamentais", disse a organização sobre a vitória dessa proposta, que pode modificar a Constituição da Califórnia para definir o casamento só como a união entre homem e mulher.

Milhares de pessoas foram ontem à noite às ruas em algumas grandes cidades da Califórnia em protesto contra a vitória na terça-feira da Proposição 8, que foi aprovada com 52,5 % dos votos.

Em Los Angeles cerca de mil pessoas participaram de manifestações que começaram em San Vicente e Santa Mónica e se prolongaram até a noite.

Em San Francisco, cidade pioneira nos EUA na defesa dos direitos da comunidade homossexual, cerca de duas mil pessoas se reuniram diante da Prefeitura levando velas acesas e cantando "casamento, igualdade, EUA". Em San Francisco, a resposta à proposta bateu recordes, com uma rejeição que passou de 76% dos votos.

Leia mais sobre casamento gay

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.