Declarado estado de emergência em Fiji devido às chuvas

Sydney (Austrália), 12 jan (EFE).- As fortes chuvas que caíram em Fiji durante as últimas horas deixaram sete mortos, uma dezena de desaparecidos, mais de 9.

EFE |

000 evacuados e milhões de dólares em danos materiais, segundo informou hoje uma rádio local.

O líder do país, Frank Bainimarama, declarou o estado de emergência no oeste da principal ilha de Fiji, Viti Levu, seguindo as recomendações do Escritório de Desastres Nacionais, segundo informa o periódico "Fijilive".

Além disso, várias localidades declararam o estado de sítio, que impede aos cidadãos sair à rua durante a noite, com o objetivo de "proteger vidas e propriedade privada", segundo disse o ministro de Segurança Nacional, Epeli Ganilau.

A ligação por estrada entre Suva, a capital, e a localidade de Nadi, onde se encontra o aeroporto internacional, está impedida, e os vôos foram cancelados no aeroporto doméstico de Nausori, também perto de Suva.

O diretor do Escritório de Meteorologia do país, Rajendra Prasad, disse que muitos cidadãos ignoraram o alerta e esperavam que a Polícia os salvasse no último momento.

Prasad explicou que o escritório fez um esforço sem precedentes para alertar a população da possibilidade que ocorressem fortes inundações, mas não foi suficiente.

Apesar de as precipitações terem moderado, as previsões indicam que nos próximos dois dias continuará chovendo e haverá novas inundações. EFE mg/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG