Declarações de Morales fazem Governo peruano convocar embaixador em Laz Paz

La Paz, 15 jun (EFE).- O Governo do Peru convocou para consultas seu embaixador na Bolívia, Fernando Rojas, em resposta às declarações em que o presidente boliviano, Evo Morales, classificou como genocídio o recente conflito com indígenas na região amazônica de Bagua.

EFE |

Em declarações à Agência Efe, o embaixador peruano confirmou que partirá para Lima ainda hoje. O diplomata também classificou como "totalmente falsa" a "apreciação" feita pelo governante boliviano, já que, segundo disse, "no Peru não houve nenhum genocídio".

No sábado, Morales se referiu ao conflito que matou 24 policiais e nove indígenas na Amazônia peruana como "o genocídio do TLC (Tratado de Livre-Comércio)".

"O que aconteceu no Peru, eu estou convencido, foi o genocídio do TLC, a privatização, a entrega das selvas amazônicas da América do Sul às multinacionais", disse o chefe de Estado boliviano.

Rojas condenou a Bolívia e os "setores absolutamente interessados" por falarem, "sem provas", de um "genocídio".

A convocação para consultas do embaixador peruano volta a agravar as já tensas relações entre os Governos de La Paz e Lima, que nos últimos 18 meses, trocaram críticas e acusações motivadas por assuntos como os tratados de livre-comércio ou a integração andina.

EFE sam/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG