A declaração do ministro francês do Interior, Brice Hortefeux, de que quando há muitos há problemas, em referência aos imigrantes, desatou nesta quinta-feira uma viva polêmica na França.

Em um vídeo divulgado no site do jornal Le Monde, uma militante do partido no poder, a União para um Movimento Popular (UMP), comenta sobre um jovem imigrante de origem árabe chamado Amin, que "come carne de porco e bebe cerveja".

Hortefeux, ex-ministro da Imigração, Integração e Identidade Nacional, que posava para uma foto ao lado da jovem, deixou escapar: "Ele não é o primeiro. Sempre precisamos de um. Quando existe um, tudo bem, mas quando existem muitos é que surgem os problemas".

Segundo o site do jornal, o vídeo foi gravado no dia 5 de setembro, durante a chamada universidade de verão do UMP, em Seignosse (sudoeste).

Em comunicado publicado nesta quinta-feira, o ministro "denuncia uma ridícula tentativa de polêmica" e afirma que "nenhuma" de suas palavras se "refere a suposta origem étnica do jovem militante".

A primeira secretária do Partido Socialista (PS), Martine Aubry, disse que ficou "consternada" com o "insulto" do ministro aos filhos dos imigrantes: "imagino que milhares de jovens franceses se sentiram humilhados".

Já o primeiro-ministro, François Fillon, defendeu Hortefeux declarando que ele é "vítima de uma campanha de difamação escandalosa".

"Falei com Brice Hortefeux há alguns instantes. É vítima de uma campanha de difamação bastante escandalosa".

O jovem em questão também defendeu o ministro: "foi algo tirado do contexto. Meu secretário departamental brincava com o ministro porque fala com sotaque regional, e foi ali que começou. Ele não me desrespeitou (...) Não considero isto um deslize".

soh/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.