Decisão que taxa braço armado do Hisbolá de terrorista não tem valor, diz Irã

Teerã, 8 jul (EFE).- O Governo iraniano qualificou hoje de sem valor a recente decisão do Reino Unido de considerar como organização terrorista o braço armado do grupo libanês xiita Hisbolá, a Resistência Islâmica.

EFE |

"A postura do Governo britânico, que criou o regime sionista e terrorista de Israel e apoiou seus planos expansionistas, não surpreende a ninguém e carece de valor", disse o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores, Mohammed Ali Hosseini, em comunicado divulgado hoje pela agência "Irna".

Hosseini elogiou as "conquistas da Resistência", e afirmou que "satisfizeram a todos os grupos políticos e as distintas entidades libanesas", enquanto insistiu em que "este tipo decisão do Reino Unido demonstra a incapacidade de seu Governo de julgar a situação no Oriente Médio".

O Irã é o principal apoio do Hisbolá (Partido de Deus), assim como grupos radicais palestinos, como o Hamas e a Jihad Islâmica, que Teerã considera como "movimentos da resistência contra a ocupação" israelense de territórios árabes.

O apoio iraniano a essas facções, catalogadas pelos EUA como organizações terroristas, faz com que o nome do Irã figure na lista de Washington dos países patrocinadores do terrorismo internacional.

O Parlamento britânico aprovou no último dia 2 a inclusão da Resistência Islâmica na lista de "organizações terroristas", alegando que apóia a insurgência que ataca as forças da coalizão no Iraque, assim como grupos radicais palestinos.

A decisão britânica não inclui, no entanto, as atividades políticas e humanitárias do Hisbolá. EFE msh/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG