Decisão de Constituinte do Equador ameaça base dos EUA no país

A Assembléia Constituinte do Equador aprovou um primeiro pacote de reformas ligado à soberania nacional, que inclui um artigo que proíbe a instalação de bases militares estrangeiras no país. Se aprovada em referendo no segundo semestre do ano, a reforma poderia acabar com as esperanças dos Estados Unidos de prorrogar sua presença na base aérea em Manta, na costa sul do Equador.

BBC Brasil |

O texto aprovado diz: "O Equador é um território de paz. Não se permite o estabelecimento de bases militares estrangeiras e nem de instalações estrangeiras com propósitos militares. Não se pode ceder bases militares nacionais a forças armadas ou de segurança estrangeiras."
A Força Aérea dos Estados Unidos passou a usar a base militar de Manta, um local estratégico para a interceptação de tráfico de drogas, em 1999, e o convênio para sua manutenção expira em novembro de 2009.

Desde que assumiu a Presidência do Equador, Rafael Correa prometeu por um fim ao uso da base.

Os Estados Unidos mantém outras bases na América Latina: em Honduras, El Salvador, Cuba, Aruba e Curaçao.

Os americanos têm ainda presença militar em Colômbia, Peru e em algumas ilhas do Caribe, porém em menor escala.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG