Decisão da Suprema Corte mantém injeção letal nos EUA

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu nesta quarta-feira manter as execuções de prisioneiros por injeção letal. A corte rejeitou por sete votos a dois o caso de dois condenados à pena de morte no Estado do Kentucky.

BBC Brasil |

Os dois réus de Kentucky, Ralph Baze e Thomas Clyde Bowling Jr, alegavam que a injeção letal é cruel e viola a oitava emenda da Constituição americana (que proíbe punições cruéis).

As execuções em vários Estados do país estavam suspensas desde setembro de 2007, quando a Suprema Corte decidiu analisar o caso. Mas ainda não há indicações de que as execuções serão retomadas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG