De Niro e Al Pacino processam produtora por uso indevido de imagem

Nova York, 5 mar (EFE).- Os atores Robert De Niro e Al Pacino processaram a Overture Films, uma das produtoras de As Duas Faces da Lei, e a divisão americana da relojoaria alemã Tutima, por usar sua imagem em uma campanha publicitária sem seu consentimento, informou hoje a imprensa local.

EFE |

A ação legal apresentada perante o Tribunal Federal do Distrito Sul de Nova York se refere, segundo a edição de internet do "New York Post", a um anúncio que, para promover um relógio da marca Tutima, trazia os dois atores e amigos e fazia referência à sua participação no longa.

Os atores afirmam que os anúncios transmitem a falsa ideia de que Pacino (que nunca emprestou a imagem para uma campanha publicitária nos Estados Unidos) e De Niro (que aceitou participar de propaganda em ocasiões excepcionais) utilizam relógios da marca, o que dizem que, além disso, prejudica sua reputação.

No anúncio, afirma-se que um dos relógios da firma alemã "aparece durante o filme" e "está perfeitamente desenhado para a ação carregada de adrenalina". EFE mgl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG