Daschle promete reforma na Saúde e ganha apoio no Senado dos EUA

Washington, 8 jan (EFE).- O ex-senador democrata Tom Daschle, nomeado pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, como secretário de Saúde, reiterou hoje seu compromisso com a reforma do sistema público no setor e recebeu um forte apoio dos senadores.

EFE |

Durante uma audiência de confirmação na Comissão de Saúde do Senado, Daschle afirmou que os erros no sistema de saúde atual são "extensos e corrosivos", especialmente enquanto os custos médicos continuam em ascensão e cerca de 47 milhões de americanos carecem de cobertura médica.

A reforma do sistema de saúde, que Obama apontou como uma de suas prioridades legislativas, representa "um dos desafios maiores de nossos tempos", assegurou Daschle, ex-líder da maioria democrata no Senado.

Foi a primeira audiência de confirmação para um designado por Obama para ocupar um dos Departamentos que conformam o Gabinete presidencial.

Os escolhidos pelo presidente eleito têm que passar por um processo de audiências de confirmação, um voto ou recomendação da comissão que tem jurisdição sobre o tema, e posteriormente um voto no plenário do Senado.

Na audiência de hoje, apesar da polêmica e das divisões em torno de como reformar o sistema de saúde, Daschle recebeu palavras de apoio tanto de democratas como de republicanos, o que prevê uma ratificação sua como secretário sem impedimentos no Senado. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG