Darfur já não está em guerra, diz comandante de força da ONU

Por Andrew Heavens CARTUM (Reuters) - A região de Darfur, no Sudão, não está mais em estado de guerra, e somente um grupo rebelde ainda é capaz de realizar campanhas militares limitadas, disse o chefe da força de paz da região.

Reuters |

O comandante da força conjunta da Organização das Nações Unidas (ONU) com a União Africana, Martin Luther Agwai, disse a repórteres que o conflito diminuiu para o banditismo e confrontos "de intensidade muito baixa".

"Hoje, eu não diria que há uma guerra em Darfur", afirmou em um encontro com a imprensa na quarta-feira.

"Militarmente, não há muita coisa. O que você mais tem agora são questões de segurança. Bandidagem, questões localizadas, pessoas tentando resolver problemas com relação à água ou à terra em um âmbito local. Mas guerra de verdade, eu acho que nós já superamos isso."

O conflito de Darfur, que dura seis anos, colocou milícias e soldados pró-governo contra rebeldes de maioria não-árabe, que pegaram em armas em 2003 para pedir uma melhor representação. Eles acusavam Cartum de negligenciar o desenvolvimento da região.

De acordo com Cartum, 10 mil pessoas morreram em Darfur, mas a ONU estima que tenham havido até 300 mil mortes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG