Os dois trabalhadores da ONG Ajuda Médica Internacional (Ami) sequestrados este fim de semana em Darfur são de nacionalidade francesa e canadense, indicou na noite de domingo à AFP Ali Youssif, responsável do protocolo no ministério sudanês dos Assuntos estrangeiros.

Os dois membros da equipe expatriados da ONG francesa foram sequestrados na madrugada de sábado para domingo em Darfur-Sul, por homens armados não identificados, anunciou mais cedo a Ami, sem revelar na ocasião a nacionalidade dos reféns.

Segundo o Centro sudanês de imprensa, os sequestradores teriam pedido um resgate, mas esta informação não foi confirmada por Youssif.

gl/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.